sábado, março 10, 2007

Faça-se luz!

Há bocado faltou-me a luz em casa, o que me recordou o que vou contar.
Vivi muito tempo numa rua pequena e sem saída, aqui em Lisboa. Era frequente faltar a iluminação pública da rua e, como éramos só umas dezenas de moradores, era sempre necessário telefonar para a Câmara. Eu assim fazia e duas horas depois lá estavam os senhores a resolver o problema. Mesmo que fosse domingo. Mesmo que eu telefonasse às duas da manhã.
Quando eu regressava de férias, é claro que não havia luz. É claro que estava escuro!
Mas não era por falta de opiniões: os meus vizinhos fartavam-se de protestar contra a Câmara, Contra a Junta de Freguesia, contra o Governo... só o que não lhes ocorria mesmo, era fazer um telefonema e resolver o problema.
Havemos de ir longe, a proceder assim!

1 comentário:

Zé Lérias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.