terça-feira, agosto 14, 2007

E também era muito agradável

E também era muito agradável sentir na pele a delicadeza das asas

Quando abríamos os olhos já era quase escuridão
Mas ainda não era a escuridão.

Na época em que ainda havia borboletas
Acontecia muito elas descerem em bandos pelo espaço
Num ritmo idêntico ao do pôr do sol e à mesma hora
Era agradável ver a luz fazer brilhar as muitas cores de que eram feitas


Quando fechávamos os olhos sentíamos na pele a delicadeza das asas
Mas não era ainda a escuridão.


(Autoria própria)

1 comentário:

zé lérias disse...

Ah, sim as borboletas que já não há e tanta alegria davam às crianças...
Bom feriado