segunda-feira, setembro 17, 2007

O tio Idrisi

 

 


Andei por Ceuta à procura do olho que Camões lá perdeu. Não o encontrei, mas julgo ter chegado à conclusão provisória de que quem perde um olho em Ceuta talvez adquira uma visão em que vê o que os outros não vêem. Digo eu.

A outra conclusão provisória é que aquilo que se conquista pelas armas é efémero, como por exemplo: Ceuta já foi território português conquistado pelas armas.

Não achei o olho do tio Luís, mas achei o IDRISI. Do qual andava à procura. Não da estátua, mas dos livros que escreveu, numa versão que eu entenda.

Quem foi o tio Idrisi? Qual o seu interesse para nós, que perdemos Ceuta para Espanha, infelizmente, há séculos?

Quem acertar nas respostas, ganhará os seguintes prémios:
1º Prémio - um balangandan (atenção brasileiros, português nenhum imagina o que seja isto!)
2º Prémio - um Komboloi.

1 comentário:

maria disse...

Al-Idrisi: cartógrafo, geógrafo, viajante..

Fonte: Wikipédia,pesquisa Google

à outra pergunta não sei responder, nem me apetece "investigar".(Para que raio quero eu um balangandan? ou um Komboloi???).