sexta-feira, dezembro 28, 2007

Benazir Bhuto

Como estive fora estes dias e não prestei atenção às notícias, só no táxi a caminho de casa ouvi falar da morte de Benazir Bhuto.
Quero homenagear esta mulher que lutou pela sua pátria contra os ditadores e os extremistas, tendo sido obrigada a exilar-se e escapado a outra tentativa de assassínio. Há hoje em dia poucas pessoas tão corajosas como ela, que deve ser um exemplo para todos nós.
É já de si inverosímil que tenha sido primeira-ministra num país muçulmano, sendo mulher. Mais impressionante que tenha visto morrer a sua família por motivos políticos e que isso não a tenha feito vacilar.
É a prova de que é sempre possível lutar contra a tirania. Talvez a sua morte sirva para aumentar a luta.
Ver no Expresso Online as últimas horas que viveu.

http://clix.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/202730

1 comentário:

maria disse...

Embora já em atraso, a minha sentida homenagem e o meu tributo de profunda admiração por essa Mulher!
Mas há na família quem continue essa "saga" de combate e de coragem. Pelo pouco que vi, nestes dias em que também estive fora, será o seu filho, de 19 anos, que protagonizará essa preciosa herança...