quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Comentário a este Blogue

Quando atiramos algo para a blogosfera, de bom ou de mau, nunca sabemos onde vai cair, mas talvez caia, para citar Wordsworth, "no coração de um amigo" ("in the heart of a friend").

Achei isto tão interessante que decidi mostrar-vos. Narrei neste blogue o caso curioso de uma mãe que deu a filha para adoptar; mas tarde quis conhecê-la e detestou-a. Teci considerações sobre o assunto, citando Elisabeth Badinter...
Agora apareceu uma brasileira que escreveu este comentário, que quero partilhar convosco.

"Nossa! Me identifico demais com isso. Inclusive estou usando meu blog para desabafar e encontrar pessoas que também sofrem com essa situação. (Ter uma mãe que não gosta de vc.
Esse é meu email: thayannemagalhaes@gmail.com e este meu blog:
http://blogdathayanne.blogspot.com/"

Vamos ver este blogue e dar uma forcinha... deve ser difícil...
Eu já tinha notado que esse post tem muitos visitantes, mas não imaginava porquê.

terça-feira, fevereiro 23, 2010

segunda-feira, fevereiro 22, 2010

"O Viajante Cego" ou o Triunfo da Vontade

Ando a ler vários livros, mas sobretudo um que é fantástico.
É a história verídica, direi mesmo biográfica, de um dos maiores viajantes de todos os tempo.
Mas este era cego, ou melhor, ficou cego a certa altura. E continuou a viajar sozinho pelo mundo inteiro, usando meios baratos, pois não era rico, usando os meios baratos dos autóctones. É espantoso como é possível ultrapassar as limitações, todas as limitações, até porque Holman, como se chamava o viajante, tinha também graves problemas de ossos e articulações.
O livro está escrito como um romance histórico / reportagem, citando muitas vezes o O Viajante Cego, que também foi escritor e investigador, no seu tempo.

Sobretudo, sendo baseado na realidade, este livro mostra-nos triunfo da vontade sobre todas as limitações, interiores ou exteriores, pois também teve muitos obstáculos postos pela sociedade da época, sendo talvez um dos primeiros o não acreditarem que um cego pudesse fazer tudo aquilo que pretendia fazer. E não era cego de nascença, era alguém que viu bem até certa altura e que cegou repentinamente, tendo de se habituar a viver sem luz.
Ah, e era marinheiro.

Fica o desejo de ler os relatos originais, que tinham ficado esquecidos... este livro deixa um certo sabor a pouco, é pouco interessante no aspecto literário. Esperava encontrar impressões inventadas / sugeridas por alguém que sabe escrever bem, melhor do que o protagonista, talvez...

sábado, fevereiro 20, 2010

Afinal tudo bem...

Afinal estávamos enganados...
Isso de uma empresa do estado pagar a um futebolista para ele dizer que um político é bom, belo e honesto, afinal não tem importância nenhuma...

Falta vir o Mário Soares dizer que não acredita, porque ninguém se vende por tão pouco dinheiro, o que nos leva a pensar qual será o preço deste Soares. Do outro, do boy friend Soares, desse já sabemos.
Mas uma comentadora disse na televisão que é bom estes jovens sem qualificação ganharem balúrdios, pois os jovens não se interessam por política e assim... pode ser que se venham a interessar, porque se ganha muito. É exactamente essa a mensagem que devemos transmitir aos jovens, quando quase todos querem ser médicos para "ajudar as pessoas".
- Ó filho! Ajudar as pessoas?!!! Ajuda-te mas é a ti próprio. Vai para político.

Quanto ao Soares mais velho e que devia ter juízo, existem algumas insinuações sob a forma de perguntas... É claro que eu não acredito nessas perguntas...

Agora vem o PGR dizer que nada disto tem importância, por isso é que arquivou as escutas...
Só espero que este parecer não tenha sido tão caro como o do Figo...

E o pobre do Sócas, tão bom, tão preocupado com os pobres e com os gays: o Figo não é pobre, será que é gay?

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Papagaios





E cá estão os papagaios de que andei à procura naquele dia em que encontrei o esquilo. Em plena cidade de Lisboa, zona de Santo Amaro.

Não parece mesmo que estão a posar para a câmara? Ou, pelo menos, a olhar para mim, o que é curioso, porque os pássaros não costumam dar atenção às pessoas e porque havia automóveis e autocarros a passar por debaixo das árvores.
Outra constatação é que é esta a melhor altura para fotografar pássaros nas árvores... por não terem folhas.
Mais fotos em Escrevedoiros, por esta data.

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Julia Child

Um filme recente, Julie & Julia, protagonizado por Meryl Streep, narra a vida desta cozinheiro americana mítica, Julia Child, trazendo-a para a ribalta.
Baseia-se na cozinha francesa, que aprendeu em França.
Aqui está a confecção de uma omelette. O segredo está nos pequenos pormenores...

quarta-feira, fevereiro 17, 2010

Os Tomates



Juro que não me interesso por política. Só queria não pensar no pseudo-engenheiro de cada vez que penso na minha vida quotidiana: com que idade me vou reformar, que vou fazer amanhã, como vou trabalhar, como vou pagar os impostos, posso comprara acções na bolsa de Lisboa, ou elas caem por causa dos boy friends do dito, como aquele que ainda está na PT a ganhar como o rei Midas à nossa custa...

Já repararam nos tomates? Com a chuva que tem caído, estão belíssimos e bons, a estalar de água, parecem melancias!

A propósito: há um site italiano no Facebook, com a fotografia de um tomate, que diz:


(tradução: este tomate vai ter mais fãs do que o Berlusconi)
Coitados dos italianos, também têm que chegue! Mas, pelo menos, têm sentido de humor...

terça-feira, fevereiro 16, 2010

Para alegrar as hostes

video
Este blogue não é político, juro. Eu só quero que me deixem em paz e não andar a mudar de vida e de tudo todos os dias por causa dos patetas indecorosos alvares que estão no poder.

Para alegrar as hostes e em homenagem ao santo S. Valentim, aqui vai uma história gira: um polvo apaixonado por uma polva nas ilhas gregas. Parece idílico, mas...
Como é que se desenha isto? Tão bem...

segunda-feira, fevereiro 15, 2010

O Socras e o Boy Friend

- Eu até gosto do Socras! A menina não gosta?
- Eu não.
- Gosto, gosto. E se ele for para a rua vai para lá outro, tão vigarista como ele...

Esta é a defesa que as pessoas encontram para o Socras.
Diz o Marcelo Rebelo de Sousa que ele não pode ser destituído, por razões económicas, antes de ser aprovado o orçamento e de mandar uma papelada para a UE, lá para Maio.
E que vai esta criatura fazer até Maio?
Sem estar ameaçado de nada, avaliou toda a gente, aumentou 5 anos a idade da reforma, correu da função pública com as pessoas mais experientes, tentou correr com a Moura Guedes à custa de negócios ruinosos para uma empresa mundialmente cotada na bolsa, enriqueceu o Boy Friend à custa disto... etc...

domingo, fevereiro 14, 2010

Qual deles prefere? O Botas ou o Socas?

O Rei Socas contra O Rei Socas

Socas, o Rei Midas

O povão que não sabe falar direito e que nunca ouviu falar do filósofo grego, chama-lhe Socras ou até mesmo Socas, nome pelo qual vai passar a ser designado neste blogue.

Pois o Socas é um rei Midas, o rei que transforma tudo em ouro. Tem amigos fiéis, que ganham milhões de euros por ano, (como diz a Ana Gomes, ganha mais num ano do que o seu marido em 40), para lhe encobrirem as falcatruas à custa do erário público e das nossas empresas semi-públicas e semi-privadas. E também à custa do bode expiatório que andou a desviar a atenção de tudo isto, estes anos todos: os professores, o ensino.
Como estamos constantemente a ser surpreendidos com estas telenovelas, o que mais se irá descobrir?

"Qui mais irá mi acontécérr?"

sábado, fevereiro 13, 2010

PIGS ao SOL

Num post anterior, mostrei-me surpreendida por chamarem PIGS ao grupo de países: Portugal, Itália, (Irlanda), Grécia e Espanha.

Hoje tirei o dia para ler o Sol (2ª edição) e o Expresso. Depois de ter lido tudo, a palavra que mais me ocorre é:
Porcos!
Não me refiro ao animal porco, que é tão subestimado só por ser descendente do javali e, como ele, preferir as terras pantanosas...
Também não pode ser: "Feios, Porcos e Maus".
Se fossem feios não teriam tido qualquer lugar nesta civilização da imagem, são mesmo só porcos e maus.

E o Presidente da República de que é que está à espera para destituir o governo?

AO SOL

Interessante seguir o blogue Causa Nossa, de várias personalidades socialistas. Quase todos defendem o governo, mas Ana Gomes demarca-se claramente, injuriando o tipo que tentou impedir a publicação do Jornal Sol, aqui:
Boys will be... bóis

Não percebi muito bem, mas parece que lhe chama boi. E ruminante.
Talvez o masculino de vaca, que é um grande insulto para mulheres...

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

Já há SOL

Então parece que é desta que cai o Sócrates, (o qual passará a chamar-se só José Pinto, para não chamar a atenção) e mais a cambada dele, não sem antes terem destruído muitas coisas na vida portuguesa, incluindo o ensino, que está irreconhecível.
Mas eu só sossego quando vir na cadeia algumas destas pessoas. Quando isso acontecer, eu vou a Fátima em pé.

- Nadinha! Você vai a Fátima a pé, só por causa da política? Não a sabia tão política!
- A pé, não. Eu vou a Fátima em pé.
- E como é que a Nadinha vai a Fátima em pé?
- Vou de comboio.
- De comboio?!
- Claro.
- Não percebo...
- Vou a Fátima em pé, dentro do comboio.
- Ah...

VIVA O SOL!

quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Esta portuguesa língua... Mau!




Encontrei esta foto num site muito giro do Facebook.
Clicar para ampliar. O "gramatismo" é um nadinha mistérico.

Já agora, tenho neste blogue um texto idêntico, muito antigo, feito por um português. Para ver, cliquem

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Pigs / Porcos? Quem? Nós?!!!!!!!

Não sei se sabem disto.
Nos meios internacionais de Economia e Finança, designa-se por abreviatura um conjunto de países que estão na mesma situação.
É o caso dos países emergentes, em franca recuperação económica, designados pela sigla BRIC: Brasil, Índia, Rússia e China. A ordem não é totalmente arbitrária, é mais uma questão de som...

E agora Portugal faz parte de um conjunto de países com graves dificuldades orçamentais... designados por

PIIGS ou mesmo PIGS

Como a língua universal é inglês (como foi, nos Secs XVI e XVII o português), pigs quer dizer porcos. Várias pessoas se insurgem contra isto...
Poderia ser Gips ciganos, por exemplo, mas para alguns é igual.
Portugal, Irlanda, Itália (que não está tão mal assim, sendo um dos 7 ou 8 países mais ricos do mundo), Grécia e Espanha (Spain).
Se não fosse a Irlanda, poderia ser, como alguns dizem, o Club Med, por semelhança com o Club Mediterrané.

Se em Portugal e nesses países há PIGS, fora com eles!
Que os há, há!

Todos à Manif, amanhã! Vestidos de uma cor qualquer... ou de branco.

terça-feira, fevereiro 09, 2010

Petição online

Circula esta petição online.
Vejam e se quiserem, assinem e divulguem.
Há também uma manifestação na quinta-feira, em frente à Assembleia da República.
É suposto as pessoas irem vestidas de branco, mas quem é que tem roupa branca de Inverno?
Ditado popular "sapato branco em Janeiro, sinal de pouco dinheiro."

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1213

Diz o filósofo José Gil que um dos males da sociedade portuguesa é o de transformar acontecimentos em não-acontecimento. Foi o caso, aliás referido por ele mesmo, das imensas manifestações de professores, que foram transformadas em não-acontecimentos pelo anterior governo. E de todos estes casos, suspeitas, etc, como este das escutas relativas à TVI.
Nada aconteceu, para todos os efeitos...
Têm que ser os cidadãos a tomar a iniciativa e a exigir que se reponha a legalidade.


segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Isto é mais giro



Levei hoje a máquina fotográfica, na intenção de fotografar uns bandos de papagaios que andam agora em Lisboa. Não os vi, mas vi e fotografei melhor: um esquilo, também aquisição recente da cidade de Lisboa.
Dá para ampliar muito.

domingo, fevereiro 07, 2010

Quem são estes parolos que nos governam?

Quem são estes parolos que nos governam?
Estão todos de acordo?

Muitas vezes me espantei ao ouvir dizer "Eu tenho muito orgulho em ser português".
- Porquê?
- Ora, Eu tenho muito orgulho em ser português.
- Porquê?

A resposta não era lógica, mas era irritada.
Duas ou três vezes dei por mim a gabar-(me)/(nos) de que até o próprio Salazar, apesar de todos os defeitos que tinha, era honesto. Cheguei mesmo a afirmar que os portugueses não aceitariam um governante que não fosse honesto, como condição mínima. Enganei-me e enganei as pessoas a quem disse isto.

O nosso orgulho pátrio refere-se, em parte, à miséria que exportamos para outros países, ao miserável colonialismo de que fomos protagonistas e sobretudo aos descobrimentos que foram feitos...
Talvez eu me orgulhasse de ser europeia, mas para quê?
Talvez eu me orgulhasse de ser um ser humano? Para quê?

sábado, fevereiro 06, 2010

O Estado da Nação 2010 - Parte IV

Em casa.
- Trouxeste o Mercedes?
- Qual Mercedes? Então tu não vês que estamos de tanga?
- Espera lá, não confundas as coisas. Eu todas as semanas vou ao Banco Alimentar Contra a Fome buscar comida. Nunca mais fui ao supermercado. A roupa é toda da Cruz Vermelha, eu peço roupa para ricos que estão temporariamente em dificuldade e eles dão-me da estrangeira. Tu não me digas que ainda temos que vender o carro!
- Só o Mercedes. O BMW ainda não.
- Também era só o que faltava.
- Ó mulher, a crise está para todos... e eu até corro o risco de ser despedido...
- Tu? Mas tu és do partido
- Pois o problema é esse. Eu, lá no partido estava a falar por falar e pus-me a dizer qualquer coisa sobre o Freeport. Nós até fomos lá às compras, lembras-te? E então eles acharam que eu estava a dizer mal do governo. Logo a seguir, não sei como é que foi, comecei a falar da TVI e acusaram-me outra vez de estar a dizer mal do governo. E depois pus-me a falar de telefones e telemóveis e acusaram-me outra vez de estar a dizer mal do governo, pensavam que eu estava a falar das escutas...
- Olha que é preciso ser burro! Para que é que foste falar dessas coisas?
- Ó mulher! Não se pode falar de nada, lá no partido, outro dia estava a falar do Pinóquio, aquele boneco a quem cresce o nariz e...
- Acusaram-te outra vez de estar a dizer mal do governo. És muito burro! Então tu não vês as notícias?
- Eu ver vejo, mas não se pode falar de nada...

sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Mistery

Apareceram-me aqui alguns visitantes que são provenientes dum site do Facebook chamado

Filhas: pari, ou mesmo paride à vontade, mas não me metam nisso.
Como é que desse site se vem para aqui e para o Escrevedoiros?

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

O estado da Nação 2010 - Parte III

Na escola da Karina, sala dos professores.
- Que trabalhe quem teve boa nota, que foi quem andou a dar graxa aos chefes! Eu cá, estafar-me para quê?
- Olha, a Karina foi suspensa outra vez!
- Porquê?! Que é que essa rapariga fez agora?
- Olha, roubou dinheiro à avó, que está senil e com o dinheiro comprou droga e andava por aí a vendê-la.
- Por aí, aonde?
- Por aí, nos corredores da escola.
- Essa agora! Estais a falar daquela rapariga..
- A Karina Silva.
- Ah, mas ela vai ser expulsa?
- Expulsa? Isso é impossível. Só teve uma suspensão.

- Ao menos reprova por faltas?
- Nem penses. A escolaridade obrigatória é até ao 12º ano...
- Ao menos reprova por notas?
- Nem penses. As ministras dizem que os alunos não ganham nada em reprovar.
- Ganham os que estudam, não?
- Não. Alguns professores até concordam com isso. Dizem: - Se os pusermos fora da escola, isto é, se os reprovarmos por faltas ou por notas, eles vão lá para fora meter-se na droga.
- E assim, metem-se na droga aqui dentro. E vendem-na aqui!

quarta-feira, fevereiro 03, 2010

Público - Vem aí uma geração de rapazes frustrados

Público - Vem aí uma geração de rapazes frustrados

Esta polémica é muito interessante. De certa forma, é estranho não se falar deste problema, ao ponto de muitas pessoas ignorarem que ele existe. Sim, desde que há concorrência com as raparigas em perfeita igualdade, tornou-se claro que os pais exigem que elas sejam cumpridoras, educadas, disciplinadas, enquanto acham graça a que os rapazes sejam "malandros" "malandrecos", irrequietos, pouco atinados. Respondem mal e sempre aos professores ("tão engraçado"), guincham quando a professora está a declamar poesia fazendo rir todos os colegas ("o meu filho tem uma graça!")... o pior é o resto.
O artigo também afirma,a certa altura, que poderá haver no futuro "uma nova classe baixa: a dos homens".
Neste blogue, o assunto já foi abordado várias vezes.

Será que também vão ser os professores a resolver (artificialmente, como sempre que é impossível) esta desigualdade de género? Basta dizer-se que a culpa é deles e fazer uma estatística: os rapazes desta professora têm muitas negativas, os daquela só têm positivas... e segue a palhaçada.
De facto, esta rebeldia que a sociedade aprecia nos rapazes não se manifesta a não ser como falta de educação, desinteresse, não cumprimento de regras... sem correspondente em termos positivos. Onde estão os efeitos práticos desta rebeldia?

terça-feira, fevereiro 02, 2010

Mais uma!

Gosto da Revista L+ARTE, uma revista sobre arte e leilões. A Página no Facebook tem um estilo informal e engraçado, em parte à maneira dos artistas, em parte num estilo jovem, como se fosse jovem... E dá informações em tempo real através do facebook. Como esta.

Parece que Joe Berardo vai levar a sua colecção de arte para o Brasil.

Tão pouco? Não era eu que me admirava se o governo desse mesmo este dinheiro ao senhor.
E se fossem todos para o Brasil, coleccionador e membros do governo, como foram os outros, faz agora 35 anos? Foi tão bom!

Treinar

Já comecei a treinar para a Mini-Maratona da Ponte 25 de Abril.
Como estava, ontem, um belo dia quase primaveril, fui a pé desde o Marquês até À Rua do Arsenal, dando muitas voltas e regressei ao Rossio carregada de compras "gourmet".
Foi um bom começo.
É já a 21 de Março. Pense nisso.

segunda-feira, fevereiro 01, 2010

Amuos

Uma frequentadora assídua destes blogues pensou que eu estava zangada com ela por um comentário que escreveu aqui e porque não lhe respondi aos votos de Natal.
Podem escrever o que quiserem, em casos raríssimos apago, mas nunca me zanguei.
E peço desculpa se não escrevi personalizadamente a mais alguém no Natal, dado que coloquei aqui bué de mensagens.

Se duvidam que aceito comentários críticos, vejam


Provérbios sobre o tempo: Janeiro Fora

Já aqui disse isto há uns anos, mas não resisto a repetir, por ser uma mensagem positiva e optimista.
Diz a sabedoria popular, num provérbio, que
"Janeiro fora, mais um ano".
Quer isto dizer que as pessoas doentes ou idosas que conseguiram viver até hoje, têm garantido, pelo menos, mais um ano, até ao próximo Inverno. Que o pior do Inverno já passou.
Que bom! Daí a pouco estamos no Verão.