domingo, março 31, 2013

quinta-feira, março 28, 2013

Portugal transformado em país - lago







Numa viagem (de comboio) pelo país, constata-se que está completamente alagado. Autêntico lago.
Podemos ter falta de muita coisa, mas de água, não.

Bom, parece que Portugal até tem mais água do que a maioria dos países... esperemos que a água não seja privatizada e exportada para quem der mais...
Mas, ainda dentro do comboio...

- Olhe, ele disse que nós agora vamos parar na Coimbra Velha, não foi?
- Não, ele disse Coimbra B
- Mas é a mesma coisa, não é?
- Não, creio que não. Coimbra B é... acho que deve ser... bem,  não percebo o que a senhora quer dizer,
-  B de Beilha, não é?
- Ah, claro. B de Beilha. Ok.

A uma senhora, fortuita companheira  de viagem, que teve 10 irmãos vivos ( já só seis vivos, os homens a viver na América) e 4 que pereceram em crianças, vale a pena explicar que velha se escreve com V? Que Coimbra v não é coimbra b, ou melhor, que coimbra b... forget!

quarta-feira, março 27, 2013

OUVIR O POVO?

O Facebook também serve para ouvir o povo.


VEJAM NA PÁGINA OFICIAL DO CAVACO, OS COMMENTS AOS ÚLTIMOS POSTS. E PARTICIPEM. EU JÁ DISSE O QUE TINHA A DIZER. E HÁ UM COMMENT MUITO ENGRAÇADO SOBRE O PEIXE "ESTRANGEIRO" QUE COMPRAMOS, COMO SE NÃO TIVÉSSEMOS MAR.

E JÁ AGORA, VEJAM TAMBÉM A MENSAGEM DE NATAL DE PASSOS COELHO (O ÚLTIMO POST DA PÁGINA OFICIAL DO FB): JÁ VAI EM 24 000 COMMENTS, ALGUNS FEITOS HÁ SEGUNDOS.

Não podem dizer que não ouviram o povo... mas talvez seja necessário fazer GOSTO / LIKE nesses perfis. Por uma boa causa.

O POVO PORTUGUÊS NÃO SE MANIFESTA? AI MANIFESTA, MANIFESTA!

terça-feira, março 26, 2013

O cordeiro da Páscoa: a vítima da tradição religiosa

Em Portugal ninguém refere o assunto, mas em Itália há já muitos anos que os defensores dos animais pedem que se acabe com esta tradição religiosa de comer o cordeiro do dia de Páscoa (em Portugal o cordeiro, ou anho e o cabrito).

Sim, há tradições religiosas, algumas católicas, que massacram os animais. Veremos aqui várias outras, menos conhecidas.

Desde que o Papa Francisco foi eleito, essas organizações pedem-lhe que não use estolas de marta zibelina (como usava Bento XVI e muitas senhoras ricas e chiques), nem objetos de culto em marfim. Baseiam-se em Francisco de Assis para fazerem esse pedido. Nem teria sido necessário pedir, este Papa não usa nada disso.

Quanto ao cordeiro da Páscoa, dizem que, só em Itália, são mortos quatro milhões para a celebração da Páscoa. O almoço. 

Pergunto: se não existisse essa tradição, esses quatro milhões de cordeiros teriam nascido? Para quê? É claro que não.

Pergunta-se o que será menos mau para o cordeiro. Morrer com um mês de idade, tendo experimentado o prazer de viver, de comer, de beber, de correr, ou, por outro lado, nunca ter existido?

Ser vegetariano? Sim. Mas quem sustentaria animais como galinhas e porcos, se fôssemos todos vegetarianos?

segunda-feira, março 25, 2013

A Corja

Marcelo Rebelo de Sousa supera-se a ele mesmo na sua campanha para futuro presidente da república.

Instado a comentar a hipótese de José Sócrates como comentador político, ignora "regiamente" a petição pública contra, que já vai em mais de cem mil assinaturas, acha até muito bem e explica: quando ele próprio começou a ser comentador político, houve grande polémica por se considerar antidemocrático um político ser comentador político, mas agora virou moda.

Que bom!

Isto quer dizer que a corja dos políticos em Portugal está incontrolável. Defendem-se uns aos outros, estão sempre bem.

O povo português é que está sempre mal.

Ver Aqui

domingo, março 24, 2013

Meia / Mini Maratona da Ponte 25 de Abril 2013











A medalha, este ano, era original, talvez para não confundir com as outras, para quem tem muitas.
Não acreditem no cronómetro, os relógios andam todos muito atrasados. :)

E, claro, o importante é que o local da chegada seja belo. 
Correr, para quê? Para chegar a um lugar muito belo, claro.

Meia / Mini Maratona na Ponte 25 de Abril 2013










Mais uma mini maratona na ponte. É sempre muito agradável, mas este ano foi menos gente, com medo da chuva e do frio.

Chuva, só uns chuvisquinhos de nada e frio, quem corre não tem frio.
Como de costume, muitas pessoas levaram camisolas e blusões velhos e, ao chegar perto da ponte, atiraram-nos pelo ar para cima dos outros atletas.

O que aconteceu, este ano de diferente, é que a ponte oscilava com o muito vento (vento um nadinha frio). A princípio toda a gente pensou que estava bêbada, talvez do jantar de ontem, mas depois percebeu-se e, pelo telefone, ficou-se a saber o que diziam na televisão. Depois disso, é só como se andássemos num barco no alto-mar.
Balançamos até nos habituarmos e só voltamos a perder o equilíbrio quando pára o balanço, ou seja, neste caso, no fim da ponte.

Na primeira foto, vê-se que anda tudo a tentar equilibrar-se, sem saber como pousar os pés.


A vista da ponte é sempre muito bela, mas a pé vê-se mais devagar e com outra perspetiva.
Via-se uma caravela, uma imitação, a navegar, juntamente com veleiros modernos.

sábado, março 23, 2013

PETIÇÃO ONLINE



"É difícil de acreditar, mas uma sobrevivente de estupro de 15 anos de idade, nas Maldivas, foi sentenciada a 100 chicotadas em público! Vamos dar um fim a essa loucura e atingir o governo no seu ponto mais sensível: a indústria do turismo. "
PETIÇÃO ONLINE (Já tem mais de um milhão de assinaturas.

As mulheres devem ser muito fortes e muito temidas, para serem tratadas com tanta violência em tantas partes do mundo, ainda na atualidade!

quinta-feira, março 21, 2013

Que descaramento!

Depois de ter deixado o país de rastos, saindo impunemente, José Sócrates vai agora fazer um programa na RTP.

Que descaramento da criatura, que descaramento da RTP, paga pelos nossas taxas!

Petição Recusamos a presença de José Sócrates como comentador da RTP


E o que vai comentar: naturalmente, com aquele sorriso, irá criticar de cadeira os partidos, os governos, as medidas de austeridade...

A solução é as pessoas recusarem-se a ver esse despautério. Para impedir que o pior esteja ainda para vir...


As reações nas redes sociais já começaram e são as piores possíveis. 
Então o tipo nem pode vir a Portugal, que as pessoas não o querem ver nas ruas, já não podia  ir a um café em lado nenhum e agora vem a RTP impô-lo, estando ele bem longe e comentar de "cima da burra"? 

É o serviço público?

Afinal, nem é má ideia que a RTP seja privatizada. Só falta irem buscar os presos às cadeias, para serem comentadores da moral e dos costumes.

quarta-feira, março 20, 2013

Crítica, onde estás? Quem te demora? *


Há um novo jornal e é só dedicado à crítica

Não sei se concordo com o novo jornal, que ainda não conheço e me parece vocacionado para a crítica de arte, frequentemente tão hermética quanto a própria arte, mas concordo inteiramente com um dos seus princípios programáticos. 

 “Numa altura em que a crítica quase deixou de existir na imprensa e num mundo de incertezas e interrogações, o exercício do pensamento crítico e a partilha de ideias, livre e empenhada é uma forma de resistência em relação à passividade”

É o que faz este blogue, não por acaso intitulado Terra Imunda.


* Nota: Paráfrase do soneto de Bocage: "Liberdade, onde estás? Quem te Demora?"

segunda-feira, março 18, 2013

Milagres: o Papa e os números da lotaria

Argentinos já apontam 1º milagre de Francisco

Segundo notícias de vários jornais, incluindo o Expresso, , o número de sócio no clube de futebol do atual Papa é: 88 235. E o número 8235 foi o 1º prémio da Lotaria Nacional na Argentina, no dia da eleição do Papa.
E dizem os brasileiros que também no Brasil saiu o 88.

Isto é já considerado milagre do Papa. Começa em grande, com a sorte grande da lotaria.

E depois, há aqueles números que toda a gente conhece: foi eleito a 13/3/13, o nome Papa Francisco tem 13 letra, tal como Papa Francesco... mas não Pope Francis (11) ou Pape François (12)...


Eu não disse que este papa era New Age? Até consegue misturar religião com magia...

:)

sábado, março 16, 2013

Greve de transportes: boicote à viagem

Uma greve de transportes em ocasiões cruciais como o Natal ou o Verão, deveria ser considerada um boicote à empresa e aos viajantes, pelo que os trabalhadores deveriam ser despedidos com justa causa.

A privatização deste setor estatal também resolveria o problema: quem trabalha para empresas privadas nunca faz este tipo de greve, que só serve para chular o Estado, em nome das lutas laborais do passado remoto.

Estas empresas estatais têm um imenso prejuízo pago por nós, os cidadãos que pagam impostos e que são quase metade da população, os mesmos cidadãos que ficam a ver navios (aliás) a ver comboios parados, aviões parados, etc...

Os agentes dos transportes nunca poderão ser os principais inimigos da viagem.

sexta-feira, março 15, 2013

Francisco

Não sou e creio que não voltarei a ser católica. Tenho péssimas recordações do tempo em que fui católica, só até aos meus 18 anos. Mas acredito que o Universo nos envia sinais positivos. Um deles foi o anterior Papa, um outro é este Papa. Há muitos outros sinais, a Troika não é um. "Recuar para avançar melhor" oferece às vezes sinais ambíguos e enganadores. Não é o caso.


E como entender a calúnia?

A calúnia não é só um pecado. A calúnia é, de facto, um crime. Acreditar em calúnias sem pensar duas vezes... acreditar que um Papa atual não tem valores nenhuns e mesmo assim chegou onde chegou... isto é viver desorientadamente. E quem vive sem Oriente não tem nada a dar. E pouco pode receber.

Sim, conheci pessoas sem valores nem escrúpulos. E que julgavam terem valores e escrúpulos. E que morreram relativamente novas. 

Não podemos viver ao contrário da nossa moral. Não resistimos. A moral dos outros não tem nada a ver com isto. Podemos viver ao contrário da moral dos outros. Podemos mesmo viver felizes, vivendo ao contrário da moral dos outros. Seja qual for a moral dos outros.

Isto vem a propósito do Papa Francisco: já dizem contra ele o que Maomé não disse do toucinho. E pior hão-de dizer.

(E um amigo meu explicaria, para me fazer rir: "Creio que Maomé nem tinha grande opinião do toucinho"). LOL.

Ao entrar numa Igreja católica, sobretudo uma das antigas, dirigimo-nos para o Altar-Mor. Que fica na direção do Oriente. Caminhamos, então, para Oriente e para o Sagrado.


É esta a origem da palavra:


ORIENTAR (-SE)


Tendo o Papa sido acusado de cúmplice do regime ditatorial argentino e de ter denunciado dois jesuítas, um deles, prémio Nobel da Paz, declara o oposto:



Há uma nova esperança no coração da humanidade: que o espírito aja sobre a matéria. Finalmente. Sendo um indício, entre muitos outros, o regresso à espiritualidade franciscana.


quinta-feira, março 14, 2013

HABEMUS PAPAM



Ontem escrevi a respeito do novo Papa Francisco, sob o efeito da emoção. E da intuição. Hoje volto a escrever. 

A pergunta que se faz é se, ao escolher o nome Francisco, o Papa Francisco I está a homenagear São Francisco de Assis ou São Francisco Xavier, um dos co-fundadores da ordem dos Jesuítas. Não esquecer que o principal fundador da ordem se chama Inácio. Inácio de Loyola.

Ontem, era claro para mim, o que ainda é: quando se pensa em Francisco, pensa-se em São Francisco de Assis, o renovador da Igreja, aquele que se despiu até ficar nú, para mostrar que a Igreja não precisa de luxos e ninguém precisa de luxos, aquele que considera irmãos os homens, os pássaros, a chuva e o vento, aquele que propõe a simplicidade e a alegria.

Na apresentação do Papa, tudo isto me foi percetível, mais por intuição do que por raciocínio. Apresentou-se vestido de branco sem adornos, desviou a atenção para Bento XVI, para o povo, colocou-se ao nível dos outros cristãos ao pedir-lhes a bênção antes de a dar, como Papa. É toda a atitude de uma alma franciscana.

Sim, podemos pensar em São Francisco Xavier. Por ser jesuíta. E isso vem enriquecer a mensagem. Mas, por essa ordem de ideias, também poderíamos pensar no pastorinho Francisco e até mesmo numa figura muito conhecida e venerada no Brasil e seguramente conhecida e venerada na Argentina, Xico Xavier

As palavras, que são como as cerejas, dizem, trazem consigo muitos significados, nunca significam só o que pretendemos dizer, se puxarmos pela cabeça, havemos de encontrar um terrível criminoso, de nome Francisco. Ocorre-me agora, o pirata Francis Drake, mas outros haverá.


Por que razão nunca nenhum Papa escolheu ainda o nome Francisco? Porque o nome Francisco continua a ser revolucionário na Igreja Católica. 

quarta-feira, março 13, 2013

HABEMUS PAPAM




Primeira impressão:

O novo Papa tem uma imensa capacidade de comunicação, transformando rapidamente todo o mundo numa pequena aldeia gaulesa (aliás, global).

O novo Papa adotou o nome Francisco, que parece evocar São Francisco de Assis, o mais New Age de todos os santos, juntamente com Santa Clara de Assis e até por isso mesmo.

São Francisco chamava irmãos aos pássaros, à chuva, ao vento... tinha dúvidas existenciais, esteve louco... 

E é extremamente jovem, só tem 76 anos!
Tem barriguinha, o que quer dizer que gosta de comer e comete o pecado da gula.

Enfim. 
Gosto dele!


sexta-feira, março 08, 2013

Quando um português pede opiniões, é porque quer elogios

Nadinha

A FARSA: notas dos professores e dos alunos em Portugal



Em Portugal, a avaliação dos professores e a dos alunos são uma (duas) farsas. Ainda me lembro de quando eu andava a estudar e a avaliação se fazia com ofertas de presuntos e perus. E garrafões de vinho, sobretudo nos exames de fim de ciclo. Agora mudou... já nada se paga em géneros.

E ainda estamos a anos-luz da honestidade avaliativa. A começar pelos critérios ambivalentes do Ministério da educação.

É suposto haver muito sucesso escolar (leia-se boas notas dos alunos) e há. Há notas fabulosas nas disciplinas não sujeitas a exame, é mesmo frequente não haver uma única negativa. E haver notas elevadíssimas, que não são sujeitas a comparação com nada. Exceto a comparação com as disciplinas que têm exame nacional.

É um caso diferente: se os professores reprovarem muitos alunos, os poucos que vão a exame terão notas boas. O ranking será bom. E o Ministério, bem como os jornais que fazem rankings, ignoram o enorme insucesso escolar dessas escolas que têm sucesso nos rankings. Porquê? Porque se consideram alunos externos aqueles que estão matriculados a tudo, menos Às disciplinas de exame.

Não são nada externos, são internos. Mas não contam para o ranking.

E querem avaliar os professores em função desta completa trapalhada?

A OCDE parece não achar bem a avaliação dos professores. Para quando uma análise com um mínimo de rigor?
COMO DIZ AQUI

Estamos todos muito fartos de farsas e de arranjinhos!
Agora já não são os perus, os cabritos e os garrafões de vinho que dão direito a boas notas, nas disciplinas sem exame: é o medo. 

O medo que guarda a vinha!


quarta-feira, março 06, 2013

Polémica transatlântica: Comissão Europeia Versus Krugman

Não é preciso ser "Prémio Nobel da Economia", como o é Paul Krugman, para nos espantarmos com estas perguntas sem resposta. Pelo contrário. Senão, leiam isto:

“O que surpreende são homens que não sabem nem teoria nem a história de anteriores crises e que estão plenamente convencidos do que fazer na actual; e que a sua confiança nas suas receitas não tenha sido abalada pelo facto de se terem enganado sobre tudo até agora. E, claro, o que é ainda mais surpreendente é o facto de esses homens ainda estarem ao comando”. 
Paul Krugman

Mas a comissão Europeia reagiu mal e abriu polémica. Uma vez sem exemplo, por ter chamado Barata a Ohli Rehn. No post  “Baratas e comissários” do seu blogue. A polémica está para durar. Será que "da discussão nasce a luz"?

segunda-feira, março 04, 2013

Navegadores Portugueses Descobriram Austrália


Mapa Do Século XVI 



Há já muito que os australianos tentam demonstrar que foram os portugueses a descobrir a Austrália. Os portugueses nunca reivindicaram isso, descobriram tanta coisa...

Mas os australianos acusam os holandeses (alegados descobridores, através do navegador Willem Janszoon  - até o nome é parvo), de terem tranformado a enorme Ilha, quase pequeno continente, com uma biodiversidade especial e única, numa imensa colónia penal, para os muitos criminosos. E isto durante muito tempo. Durante séculos, a história australiana foi miserável.

É claro que esta narrativa não é nada invejável como mito das origens de país nenhum. Que chato!

Basta ler um livro interessante, sobre esse tema das colónias penais, ou um filme que retrata uma espécie de escravatura infantil, já no Sec. XX. Se alguém souber o título do filme, agradece-se que diga.

O LIVRO É: O Livro dos Peixes de Gould (CLICAR)

"Cristovão de Mendonça foi o lider de uma expedição de quatro barcos em 1522 que chegou a Botany Bay na Austrália." 

Em breve haverá romances sobre esta desconhecida aventura. Quanto mais desconhecida, mais romanceável.

Quem será esta criatura, Cristóvão de Mendonça? Que navegações terá feito?


domingo, março 03, 2013

JORNAL PÚBLICO: A GRANDE MERETRIZ: sem ofensa para as outras meretrizes


Vou ao ponto de concordar, quando o público de hoje afirma que houve muito menos pessoas na manif do que as declaradas pelo movimento Que se Lixe a Troika. Mesmo ao apresentarem os dados de que dispunham, bastava fazer contas de cabeça para entender que a soma nunca daria um milhão e meio.

Mas é um exagero o mesmo jornal, do mesmo dia, afirmar que a Manifestação teve pouco eco na Imprensa estrangeira, quando tudo indica o contrário.

Houve uma época em que o Público aceitava links para os blogues como comentário às notícias, mas, assim que as críticas subiram de tom, começou a só aceitar comentários a faits divers e depois também acabou com isso.

Fala-se muito desta parcialidade do Público, também no noticiar ou ignorar eventos culturais, mas isto é demasiado óbvio.

Houve uma longa época em que o Diário de Notícias era considerado a maior meretriz (a começar por um p) do país, por estar sempre do lado do poder. Agora foi destronado.


sábado, março 02, 2013

Que se Lixe a Troika - 2 de Março - Lisboa







Algumas pessoas capricharam nos cartazes. Pequenos e simples, mas muito imaginativos. 

Pequenos e simples, porque a Manif não foi convocada por partidos ou sindicatos.
E porque muito deles foram feitos por artistas, muito rapidamente, mas com gosto. Como se vê na última foto.
Havia muitos espanhóis na Manif. Tinham vindo de propósito.
Nunca se viram tantos espanhóis manifestando-se e fotografando tudo, em Lisboa.
E, claro, cantando a Grândola

Que se Lixe a Troika - 2 de Março - Lisboa



A novidade foi aquele aparelhinho telecomandado, que capta imagens,. Creio que é um drone.
E aquelas três amigas, divertidísimas, com os cartazes que lhes deram. Falaram em direto para dois canais, foram fotografadas por mil pessoas, incluindo pessoas espanholas... porque, numa manif triste, estavam alegres.

No Marquês de Pombal havia artistas a fazer estes cartazes para quem quisesse.

E  Lisboa ao fundo: Terreiro do Paço: restauração da estátua de D. José e do Arco da Rua Augusta.

Que se lixe a Troika - Lisboa - 2 de Março




E Lisboa ao fundo, sempre bela.
A 4ª cidade mais bela do mundo: Veneza, Paris, Praga, Lisboa.


GOSTO DESTA SENSAÇÃO: NÃO VALE APENA COMPRAR O JORNAL DO DIA DE HOJE. A MANIF A QUE VOU, SERÁ ACAPA DE TODOS OS JORNAIS DE AMANHÃ. PARTICIPEMOS NO ACONTECIMENTO, AGORA.

sexta-feira, março 01, 2013

PARECE QUE A MANIF DE AMANHÃ VAI SER HISTÓRICA. DEPOIS PONHO AQUI AS FOTOS

ADEUS BENTO XVI. FELICIDADES!





Bento XVI deixa-nos, num ato de humildade e de modéstia que ainda nenhum Papa tinha tido. 
O seu secretário, considerado pela revista Vanity Fair um homem tão belo como o Clooney do anúcio do Nespresso, (a Nadinha não é suspeita de ficar azul só porque um homem é muito bonito, comparado com outros homens, geralmente todos bastante feios :)) é visto nestas imagens completamente rendido (diríamos mesmo, em português vulgar, "derretido") por alguém que claramente admira.


E este mesmo homem bonito, inveja de tantas mulheres, entrou ontem para a clausura, juntamente com o ex-Papa.



Razões que a razão desconhece, ou melhor, motivos que os parolos e as parolas deste tempo nunca poderão compreender, nem que vivam mil anos. Têm a ver com o espírito. 



Têm a ver com a admiração, que é o oposto ou o contraponto da inveja. E quanto ao futuro desta pessoa, muito terá ainda de viver. Não é jovem, tem 56 anos.  Parece jovem. É jovem, só tem 56 anos.



(Qualquer leitor deste blogue saberá que sempre gostei deste Papa, Bento XVI, sendo esta uma das idiossincrasias do blogue Terra Imunda. 


(A Nadinha poderá ser acusada de várias coisas, mas não de falta de personalidade, seja o que for que quer dizer a palavra personalidade). 



:)



Os parolos e as parolas deste tempo julgam que um vestuário muito caro, ou até mesmo só o dinheiro, os livra da falta de nível, de inteligência, de cultura, de personalidade e de tudo.