domingo, fevereiro 07, 2010

Quem são estes parolos que nos governam?

Quem são estes parolos que nos governam?
Estão todos de acordo?

Muitas vezes me espantei ao ouvir dizer "Eu tenho muito orgulho em ser português".
- Porquê?
- Ora, Eu tenho muito orgulho em ser português.
- Porquê?

A resposta não era lógica, mas era irritada.
Duas ou três vezes dei por mim a gabar-(me)/(nos) de que até o próprio Salazar, apesar de todos os defeitos que tinha, era honesto. Cheguei mesmo a afirmar que os portugueses não aceitariam um governante que não fosse honesto, como condição mínima. Enganei-me e enganei as pessoas a quem disse isto.

O nosso orgulho pátrio refere-se, em parte, à miséria que exportamos para outros países, ao miserável colonialismo de que fomos protagonistas e sobretudo aos descobrimentos que foram feitos...
Talvez eu me orgulhasse de ser europeia, mas para quê?
Talvez eu me orgulhasse de ser um ser humano? Para quê?

2 comentários:

Anónimo disse...

Desculpe cara Nádia, mas a Srª Professora, não sabe nada, mas mesmo nada, sobre a História do seu País!

Não me leve a mal, mas deveria procurar saber, antes de escrever lugares comuns.

É que não tarda, vem a lume a maior parte do que se passou, e a maioria dos Professores não teve o mínimo interesse na procura da Verdade.

O que é grave!

Sendo os Srs, em última análise, os responsáveis pela instrução dos nossos jovens, nada fizeram, para que eles soubessem quem são e de onde vieram, dando-lhes assim a possibilidade de em consciência, escolherem o Futuro.

Mata Hari

Nádia Jururu disse...

Cara Hari:
Pode escrever o que quiser, porque AQUI há liberdade de expressão, mas não me chame professora, porque eu, Nadinha, não sou professora, nem nadinha.