domingo, janeiro 15, 2017

Condição Feminina no Sec. XXI?




A passagem de ano, ou melhor, de século para o século XXI (que vivemos na passagem de 1999 para 2000) foi um dos momentos mais felizes da minha vida. 
Parecia-me que no Sec. XXI já não haveria desculpas para estes atrasos. Como é possível considerar as mulheres inferiores aos homens no Sec. XXI?

Outra pergunta: as mulheres participam desta opinião? Porquê? 

Ver AQUI situação das mulheres na Arábia Saudita

sábado, janeiro 14, 2017

Professores doentes







Pergunto-me se isto também acontece muito noutras profissões, realmente não sei, mas custa-ema crer:

Uma professora nunca trabalha porque está doente há anos. Ainda não tem idade para se reformar e cada vez lhe falta mais tempo para a ter, com o aumento da idade da reforma. Também não tem direito reforma por invalidez. Logo no início do ano letivo, ou melhor, uns 15 dias depois, é substituída por outra. Esta outra aceita o trabalho e imediatamente mete um atestado (na melhor das hipóteses por doença prolongada ou gravidez prolongada) e, neste caso, é substituída por outra, uns 15 dias depois. Esta última trabalha (talvez trabalhe, ou então mete atestado por gravidez no fim do tempo, etc.) e é a única que os alunos conhecem, pois nunca viram as outras duas. 

Nas férias / interrupção do Natal, uma das doentes aparece. A única que trabalhou perde, então o emprego. Parece que, por lei, isto deve acontecer. Depois das férias / interrupção do Natal, ou da Páscoa, talvez a segunda doente ou grávida volte a ficar doente ou grávida e voltará a ser substituída por um nova: uma quarta pessoa, que talvez aceite o cargo e imediatamente meta um atestado por estar gravemente doente ou gravemente grávida...

Será que isto também acontece, com muita frequência, noutras profissões?

quarta-feira, janeiro 11, 2017

Ai a idade da reforma!

Dizem-se e fazem-se, na nossa sociedade atual muitos disparates relacionados com a reforma, por causa do aumento da idade para 66 anos e, sobretudo, pela injustiça de muitos se terem reformado com 50. Ou seja, andam agora pessoas de 66 anos a pagar as reformas de pessoas muito mais novas do que elas, e isto não dá para se perceber.

Por contágio, já é vulgar alguém que tem 40 anos lamentar-se de que ainda lhe faltam 26 para a reforma, o que é risível, pois ainda não deveria, sequer, pensar em tal coisa.

Mas para mim, o máximo foi isto: numa visita de estudo que fiz com alunos de 12 e 13 anos ao Museu do Azulejo, a guia disse-lhes que é voluntária, porque está reformada e acrescentou:

- Há tanto trabalho para fazer aqui, que, quando vocês se reformarem, também podem vir trabalhar para cá como voluntários.

Não resisti a responder:

- Claro, a principal preocupação destes meus alunos é: "o que vou eu fazer quando me reformar?! "
Os miúdos riram-se, claro, mas nem perceberam bem a ideia...

Eu às vezes sou um nadinha chata, mas... convenhamos...

Nadinha

terça-feira, janeiro 10, 2017

Soares, até sempre

Mário Soares: aprecio o facto de nunca lhe ter ouvido um comentário moralista ou sectário. 
 A tolerância e o diálogo sempre marcaram a sua atitude. 
E foi também isto que nos ensinou, entre outras coisas, a um país que já foi extremamente moralista e preconceituoso. 

Nunca iria ver o seu cadáver, por uma questão de princípio.

Não pude, por razões profissionais, estar presente na sua passagem por Lisboa, aplaudindo-o, o que teria feito de bom grado.

segunda-feira, janeiro 09, 2017

Meryl Streep versus Trump


"Pega no teu coração partido e transforma isso em arte" (tradução livre) .
Em estado de choque pela eleição de Trump, Meryl Streep critica-o sem nunca o mencionar, emocionado muito os colegas, atores de Hollywood, como se vê, a anão ser que "representem muito bem" :)
Notícia em Português Aqui :
Notícia em português Ver Aqui: https://www.publico.pt/2017/01/09/culturaipsilon/noticia/globos-de-ouro-meryl-streep-brilhou-no-discurso-onde-criticou-trump-1757588
AQUI em inglês sem tradução.


Quem foi Mario Soares, para os muito jovens?

Pergunto aos alunos pequenos o que sabem de Soares. Indignam-se por eu pensar que não sabem grande coisa e falam todos ao mesmo tempo: todos sabem que morreu e que o funeral vai atravessar a cidade de Lisboa, com grande participação do povo. 

E que mais? A maior parte não sabe mais nada. 


As famílias já não conversam? Não contam memórias familiares?


E o facto de as televisões estarem sempre a mencionar a sua morte também não quer dizer nada: ainda há pouco não se calavam com um alegado criminoso de delito comum que andava em fuga. Nesse ponto têm razão, claro.


Por que haveriam de perguntar quem foi a criatura? Se calhar, até é melhor nem saberem , é o que pensam...

domingo, janeiro 08, 2017

sábado, janeiro 07, 2017

Soares pode ensinar-nos muito sobre vitória e derrotas, ele que teveestrondosas vitórias e ssustadoras derrotas

 

A morte de Mário Soares faz e fará de nós, portugueses, uma família. Ha muitos que o detestam muito, tanto como só detestamos outras pessoas da família.
Soares é fixe!

Soares pode ensinar-nos muito sobre vitória e derrotas, ele que teve estrondosas vitórias e ssustadoras derrotas. 

E sobre a coragem! 

"Só é derrotado quem desiste de lutar" - disse ele.